top of page

Após identificação de corpo, chega a 51 o número de mortos nas enchentes do Vale do Taquari

Trata-se de uma mulher localizada no município de Bom Retiro do Sul no dia 28 de setembro, mas que constava como desaparecida em Lajeado

Foto: Mauricio Tonetto/Palácio Piratini

As chuvas intensas que causaram enchentes e deixaram estragos no Vale do Taquari provocaram 51 mortes. Esse número foi alcançado nesta quinta-feira (05), após o IGP (Instituto-Geral de Perícias) confirmar a identidade de mais uma vítima.


Trata-se de uma mulher localizada no município de Bom Retiro do Sul no dia 28 de setembro, mas que constava como desaparecida em Lajeado. A Polícia Civil retirou o seu nome da lista de desaparecidos, que diminuiu, portanto, para sete. Confira abaixo o balanço da Defesa Civil até as 9h30 desta quinta-feira sobre as ações de resgate nas localidades atingidas.


Óbitos: 51


Bom Retiro do Sul: 2 Colinas: 2 Cruzeiro do Sul: 5 Encantado: 1 Estrela: 2 Ibiraiaras: 2 Imigrante: 1 Lajeado: 3 Mato Castelhano: 1 Muçum: 16 Passo Fundo: 1 Roca Sales: 13 Santa Tereza: 1 São Valentim do Sul: 1


Desaparecidos: 7


De acordo com a lista divulgada pela Polícia Civil.


Arroio do Meio: 1 Encantado: 1 Lajeado: 1 Muçum: 3 Roca Sales: 1

Pessoas resgatadas: 3.130

Municípios afetados: 108

Desabrigados registrados: 5.216

Conforme registros efetuados pelos municípios no sistema S2iD.


Desabrigados no momento: 418

Segundo monitoramento da Secretaria de Assistência Social.


Desalojados: 22.283

Afetados: 404.659

Feridos: 943


A tabela completa com o boletim atualizado está disponível neste link.

Cadastre-se para receber os alertas meteorológicos, que servem também como prevenção. Basta enviar o CEP de sua localidade por SMS para o número 40199. Em seguida, você receberá uma confirmação e, a partir daí, estará apto a receber as informações.


Também é possível fazer cadastro via Whatsapp. Para ter acesso ao serviço, é necessário se cadastrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou pelo link https://wa.me/556120344611 e, em seguida, interagir com o chatbot (robô de atendimento), enviando um simples “Oi”. Após essa primeira interação, o usuário poderá compartilhar sua localização atual ou escolher qualquer outra do seu interesse e, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pelos órgãos de Defesa Civil.


Fonte: O Sul

0 comentário

Comentarios


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page