top of page

ATENÇÃO: Temporal atinge o Rio Grande do Sul entre quarta e quinta-feira, alerta Inmet

Aviso é de perigo para regiões Sudeste, Sudoeste, Noroeste, Centro e Região Metropolitana de Porto Alegre. Previsão indica chuvas entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia

O Instituto Nacional de Meteorologista (INMET) emitiu um alerta laranja, indicando perigo, de tempestade que atinge o Rio Grande do Sul entre esta quarta (22) e quinta-feira (23).


Os municípios que devem ser afetados estão nas áreas Sudoeste , Centro, Sudeste, Metropolitana de Porto Alegre, Centro, Noroeste.


A previsão do Instituto indica chuvas entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos com velocidade de 60 a 100 km/h e possibilidade de queda de granizo. Há também riscos de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e alagamentos.


Segundo a Climatempo Meteorologia, uma nova área de baixa pressão reforça as instabilidades no estado a partir dessa quarta-feira (22), culminando em uma nova frente fria.


Já na quinta-feira (23), a frente fria se desloca para o oceano, com uma nova área de baixa pressão se formando à noite na costa, aumentando as instabilidades.


No entanto, na sexta-feira (24), a frente fria se afasta, mas a circulação de ventos mantém o tempo nublado e chuvoso em grande parte do estado, com intensidade moderada em Porto Alegre e no Norte. No Oeste, o tempo permanece nublado com chuvas. A chegada de uma massa de ar polar provocará uma queda de temperatura, principalmente nos pontos mais altos e no nordeste gaúcho.


O tempo firme e sem chuva predominará em todo o Rio Grande do Sul no sábado (25), com previsão de geada no Oeste, Campanha e Serra.


Enchente no Rio Grande do Sul

Os temporais e cheias que atingem o estado desde 29 de abril já deixaram 161 mortes, segundo boletim da Defesa Civil do estado divulgado nesta quarta-feira. A informação é de que 82 pessoas seguem desaparecidas.


Além disso, o estado registra 806 pessoas feridas e 653,1 mil pessoas fora de casa, somando quem está em abrigos e quem está desalojado, ou seja, está na casa de parentes ou amigos.


Fonte: G1 RS

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page