top of page

Base Aérea de Canoas já recebe voos comerciais noturnos

O aeródromo militar passará de cinco para sete voos diários

A Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, começou hoje (30) a operar voos comerciais noturnos. Com isso, os cinco voos comerciais que operam diariamente no aeródromo serão ampliados para sete – um aumento de 70 para 98 movimentos semanais, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).


A ampliação está associada à instalação de torres de iluminação e à revisão da estrutura operacional da Base Aérea. A medida permite um acréscimo de pousos e decolagens entre 17h35 e 21h. A determinação foi aprovado pelo Comando da Aeronáutica e pela Anac.


Desde 27 de maio, a Base Aérea de Canoas se tornou uma rota alternativa na Região Metropolitana ao receber o primeiro voo comercial da história da unidade. O local é um dos nove aeródromos do estado escolhidos para absorver as operações anteriormente realizadas em Porto Alegre.


As operações comerciais na unidade são feitas pelas companhias Azul, Gol e Latam.


A medida que amplia a malha aérea faz parte de uma medida para aprimorar o fluxo de rotas na região, já que o Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, está fechado por tempo indeterminado desde 3 de maio e tem previsão de retorno somente no Natal.


O Ministério de Portos e Aeroportos anunciou em 21 de junho que o terminal vai voltar a realizar as operações de embarque e desembarque de voos, na primeira quinzena de julho. Do local, os passageiros devem ser levados de ônibus para Canoas.


Segundo o governo estadual, o mês de junho deve encerrar com menos de 400 voos, contrastando com os 2,8 mil realizados mensalmente antes das enchentes. Do total, 2,4 mil ocorriam somente no aeroporto da capital.


Salgado Filho


Os serviços de check-in, embarque e desembarque, que atualmente estão sendo efetuados no Terminal Park Shopping Canoas, retornarão para o Aeroporto Salgado Filho a partir da primeira quinzena de julho.


A operação contempla a utilização de parte do Terminal de Passageiros que não foi impactada pela enchente e possibilita viabilizar estes procedimentos para um número maior de passageiros, considerando justamente o incremento de voos projetados para a Base Aérea de Canoas.


A Base Aérea de Canoas é um dos nove aeródromos escolhidos pelo Governo Federal para absorver parte da malha aérea operada no Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital gaúcha, fechado por tempo indeterminado em decorrência das enchentes que afetaram o Estado.


Fonte: O Sul

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page