top of page

Ciclone no RS: chega a 13 o número de mortos; três pessoas seguem desaparecidas

De acordo com a Defesa Civil, mortes foram registradas em Maquiné, São Leopoldo, Esteio, Novo Hamburgo, Gravataí, Caraá, Bom Princípio e São Sebastião do Caí. Todos os desaparecidos são de Caraá

Imagem aérea de Gravataí após passagem de ciclone extratropical no RS — Foto: Reproduçao/RBS TV

Chegou a 13 o número de pessoas mortas após a passagem de um ciclone extratropical no Rio Grande do Sul desde a madrugada de sexta-feira (16). Neste domingo (18), a Defesa Civil confirmou a morte de duas pessoas em Caraá, município de 8 mil habitantes a cerca de 90 km de Porto Alegre.


O balanço foi atualizado na noite deste domingo (18). Ainda há três pessoas desaparecidas, todas de Caraá. Cinco pessoas que estavam desaparecidas até a madrugada deste domingo foram encontradas com vida. No total, há 41 municípios atingidos, com registro de 3.713 pessoas desabrigadas e 697 desalojadas.


De acordo com a Defesa Civil, mortes foram registradas em Maquiné, São Leopoldo, Esteio, Novo Hamburgo, Gravataí, Caraá, Bom Princípio e São Sebastião do Caí.


Cerca de 59 mil pontos estão sem energia elétrica na área de concessão da Companhia Estadual de Geração de Energia Elétrica (CEEE), de acordo com atualização divulgada na noite de sábado (17). As regiões mais afetadas são a Metropolitana (com 42 mil clientes sem energia) e Litoral Norte (com 14 mil). Os municípios mais impactados são Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Caraá, Santo Antônio da Patrulha, Balneário Pinhal e Tramandaí.


Na área de cobertura da RGE, são 9,3 mil clientes, de acordo com atualização de domingo, principalmente nas regiões Metropolitana e Vale do Sinos, em cidades como Gravataí, Esteio e Canoas.


Fonte: G1 RS


0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page