top of page

Com reajuste nas refinarias, valor da gasolina comum varia até R$ 0,47 em postos de Santiago

O menor preço do litro da gasolina comum foi encontrado a R$ 5,75 e o mais alto R$ 6,22, na condição de pagamento à vista

No primeiro dia de reajuste de R$ 0,20 nas refinarias, alguns postos de combustíveis de Santiago já apresentavam novos valores na bomba na tarde desta terça-feira (09/07).


Nossa reportagem registrou os preços em todos os 14 estabelecimentos e constatou uma variação que chega a R$ 0,47 se consideradas as promoções oferecidas conforme a forma de pagamento.


O menor preço do litro da gasolina comum foi encontrado a R$ 5,75 e o mais alto R$ 6,22, na condição de pagamento à vista.


Em um comparativo com um automóvel que possui a capacidade de 50 litros, encher o tanque no posto mais barato custará em média R$ 287,50. No mais caro, o valor deve chegar a R$ 311,00. Uma diferença de R$ 23,50.


Já a gasolina adtivada o menor valor encontrado foi de R$ 5,89 e o maior valor foi de R$ 6,62.


O diesel comum tinha variação de R$ 0,54. O mais baixo foi encontrado por R$ 5,79 e no local mais alto era de R$ 6,33.


A pesquisa foi finalizada às 16h30min desta terça-feira (09/07).


AUMENTO NOS VALORES DA GASOLINA E GLP


A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (08/07), que aumentará em R$ 0,20 o preço médio de venda de gasolina para as distribuidoras, que passará a ser de R$ 3,01 por litro, em média. O reajuste entra em vigor nesta terça-feira (9).


Conforme a empresa, considerando-se a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina tipo C comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, de R$ 2,20 a cada litro vendido na bomba.


O último reajuste da gasolina havia ocorrido em outubro do ano passado. Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), a defasagem em relação ao mercado internacional era de 18% antes do aumento desta segunda.


De acordo com a Petrobras, desde a implementação da nova estratégia comercial, a estatal reduziu seus preços de venda da gasolina para as distribuidoras em R$ 0,17/litro.


A estatal também reajustouo preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), sem aumento desde março de 2022. O preço de venda para as distribuidoras passará a ser, em média, equivalente a R$ 34,70 por botijão de 13 quilos, um aumento equivalente a R$ 3,10. Desde dezembro de 2022, a Petrobras reduziu seus preços de venda para as distribuidoras em valor equivalente a R$ 7,34.


Fonte: GZH


0 comentário

Comentários


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page