top of page

Filho de Bolsonaro, Jair Renan é alvo de operação da polícia do DF

Há dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao 04 do ex-presidente; principal alvo é Maciel Alves de Carvalho, instrutor de tiro e mentor de esquema criminoso

Foto: Arquivo Pessoal - Reprodução

O filho mais novo do ex-presidente Jair Bolsonaro, Jair Renan, é alvo de uma operação da Polícia Civil nesta quinta-feira (24). Há dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados a ele, um em Brasília e outro em Santa Catarina.


Ao todo, a Operação Nexum, realizada em conjunto pela polícia do DF e de SC, cumpre dois mandados de prisão e cinco de busca e apreensão contra um grupo suspeito de estelionato, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e falsificação de documentos. O grupo agia a partir de laranjas e empresas fantasmas.


Um dos mandados de prisão recai sobre o principal alvo da operação: Maciel Alves de Carvalho, cabeça do esquema e instrutor de tiro de Jair Renan no clube que é dono na capital federal. A prisão foi confirmada na manhã desta quinta.

A suspeita é de que ele usava o clube de tiros como fachada para a compra e venda ilegal de armas. A polícia ainda apura qual seria o papel do filho 04 de Bolsonaro no esquema.

Segundo as investigações, Maciel é empresário de Jair Renan. Eles teriam contas conjuntas, levando a um possível envolvimento na tentativa de lavagem de dinheiro por parte do filho do ex-presidente.

Maciel já havia sido alvo de duas operações por uso de documentos falsos para o registro e comércio de armas de fogos e por suspeita de organização criminosa especializada em emissão ilícita de notas fiscais. À época, a defesa de Jair Renan disse que ele não tinha relação com o caso e que era “apenas um aluno entre tantos”.


A partir dos documentos colhidos nas operações anteriores, a polícia conseguiu avanças na investigação, trazendo mais provas sobre o esquema.

O outro investigado que teve a prisão decretada encontra-se foragido, e também é procurado por crime de homicídio ocorrido em Planaltina (DF), segundo a polícia.


Fonte: CNN Brasil


0 comentário

Comentarios


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page