top of page

Frente parlamentar diz que informação sobre paralisação de caminhoneiros é falsa

"A categoria aceita de forma democrática o resultado das eleições e não tem nada a contrapor quanto à segurança das urnas eletrônicas", afirma o grupo

Foto: Divulgação

A Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas afirmou neste sábado (19) que é falsa a informação de que a categoria pretende promover movimento de paralisação ou de obstrução de estradas para protestar contra decisões do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.


Em nota, assinada pelo seu presidente, deputado Nereu Crispim (PSD-RS), a Frente Parlamentar condena “o uso indevido” do nome da categoria por jornalistas e veículos “tendenciosos de extrema direita” que apoiam o “candidato que perdeu as eleições no dia 30 de outubro”, em referência ao presidente Jair Bolsonaro, derrotado pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva.


Bloqueio de contas


O ministro Alexandre de Moraes determinou na última quinta-feira (17) bloqueio de contas bancárias de dez pessoas e de 33 empresas suspeitas de financiar atos com mensagens antidemocráticas que bloquearam rodovias em todo o País após o segundo turno da corrida presidencial.


“A categoria aceita de forma democrática o resultado das eleições e não tem nada a contrapor quanto à segurança das urnas eletrônicas!”, afirma a Frente Parlamentar, acrescentando que divulgou a nota de esclarecimento a “pedido de várias entidades que representam a categoria” em todo o País. “Caminhoneiro não é massa de manobra de empresário financiador de golpe Institucional!”


Fonte: O Sul

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page