top of page

Governo anuncia pagamento do Auxílio Reconstrução a 34 mil famílias do RS até quinta; saiba como confirmar seus dados

Maior parte dos beneficiados é de Canoas, na Região Metropolitana. Valor de R$ 5,1 mil é efetuado a quem precisou sair de casa e perdeu bens em cidades afetadas pelas cheias no RS

O Auxílio Reconstrução deve ser liberado a 34.196 famílias afetadas pelas cheias no Rio Grande do Sul até esta quinta-feira (30), anunciou o governo federal. O pagamento de R$ 5,1 mil é feito a quem foi desabrigado ou desalojado em municípios cadastrados. Veja abaixo como receber.


Segundo o governo, a maior parte dos primeiros beneficiados é de Canoas, na Região Metropolitana. São R$ 174,3 milhões liberados para essa parcela do auxílio.

Desde segunda-feira (27), 44.592 famílias já podem confirmar os dados cadastrados pelas prefeituras para ter acesso ao benefício. O cidadão deve confirmar os dados acessando o portal do Auxílio Reconstrução com uma conta GOV.BR.


"Ainda temos 10.396 famílias que não confirmaram os dados. É importante que elas façam isso o mais rápido possível para que tenham acesso aos R$ 5,1 mil, após o envio das informações para a Caixa", diz o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes.

De acordo com Góes, o governo já recebeu os dados de 22,7 mil famílias de Porto Alegre. A prefeitura da capital só confirmou os dados nesta terça (28), um dia após o início dos cadastros.


"É importante destacar que os municípios podem ir alimentando o sistema à medida em que novos dados chegam. Nosso objetivo é agilizar o processo de liberação do dinheiro", aponta Góes.

Uma comitiva de ministros visitou o RS nesta terça. Além de Góes, estiveram no estado Paulo Pimenta, ministro da Reconstrução; Carlos Fávaro, da Agricultura; Jader Filho, das Cidades; Nísia Trindade, da Saúde; Alexandre Silveira, de Minas e Energia; Wellington Dias, do Desenvolvimento e Assistência Social; além do secretário-geral da Presidência da República, Márcio Macedo.


Os temporais e cheias já deixaram 169 mortos no Rio Grande do Sul. O estado registra 50 desaparecidos, 806 feridos e 630 mil pessoas fora de casa.


Como receber o Auxílio Reconstrução:


O que é o auxílio?


O Auxílio Reconstrução é um apoio financeiro no valor de R$ 5,1 mil pago em uma única parcela pelo governo federal às famílias desalojadas ou desabrigadas no Rio Grande do Sul.


Quem tem direito?


As famílias residentes em áreas atingidas pelas enchentes, que abandonaram suas casas, de forma temporária ou definitiva, nos municípios em situação de calamidade ou emergência.


Quando é feito o pagamento?


A data do pagamento depende do envio das informações pelos municípios, do processamento dos dados e da confirmação dos dados pela família pelo site.


Como confirmar meus dados?


  1. Ter uma conta GOV.BR

  2. Acessar o sistema do Auxílio Reconstrução

  3. Verificar se o cadastro foi "habilitado"

  4. Confirmar se os dados cadastrados estão corretos

  5. Aceitar o termo de veracidade das informações.


Se houver erros, o sistema vai informar eventuais problemas no cadastro, para que a família providencie a correção e realize novo cadastro junto à prefeitura. Se o responsável familiar identificar equívocos nos dados cadastrados, deverá cancelar a solicitação e procurar a prefeitura para realizar novo cadastro com os dados corretos.


Os dados confirmados pelos responsáveis familiares serão enviados para a Caixa Econômica Federal em lotes, nas terças-feiras e nas sextas-feiras, e os pagamentos serão realizados dois dias úteis após o recebimento dos dados pelo banco.


Preciso abrir conta bancária?


Não. A Caixa Econômica abrirá uma conta poupança social digital automaticamente em nome do beneficiário. Se a pessoa já tiver conta na Caixa, o dinheiro será depositado nessa conta.


Sou beneficiário do Programa Bolsa Família. Vou receber o auxílio reconstrução?


Sim. Beneficiários do Bolsa Família que tiveram que sair de suas casas e perderam parte ou todos seus bens podem receber o auxílio.

Já os cadastrados no Bolsa Família que não estiverem nessas situações, não são elegíveis para o auxílio reconstrução.


Estou recebendo seguro-desemprego. Posso receber o auxílio reconstrução?


Sim. Se for morador de área atingida informada pela prefeitura, teve que sair de sua casa e perdeu bens com a chuva, você poderá receber o auxílio reconstrução.


Preciso estar no Cadastro Único para receber o auxílio reconstrução?


Não. Para receber o auxílio, basta a prefeitura informar os dados das famílias desalojadas ou desabrigadas das áreas atingidas, com endereço completo comprovado.


Moro na mesma casa com cônjuge e filhos. Nós dois temos direito de receber o auxílio reconstrução?


Não. Cada família pode receber apenas um auxílio reconstrução. O recebimento de mais de um auxílio reconstrução por família constitui fraude, sujeito a sanções penais e cíveis cabíveis, além de ressarcir à União o valor do apoio recebido.


Como vou saber se a prefeitura enviou dados da minha família?


Desde 27 de maio, o cidadão pode acessar o sistema usando login e senha do GOV.BR e neste sistema você será informado se os dados de sua família já foram enviados.


Existe alguma regra para uso do dinheiro?


Não. O Auxílio Reconstrução é destinado para que as famílias possam retomar suas vidas, comprar bens perdidos ou reparar suas casas. "Cada família sabe a melhor forma de utilizar o recurso", afirma o governo.


Fonte: G1 RS


0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page