top of page

Governo confirma aluguel de equipamento para aeroporto de Santo Ângelo


Segue a saga para resolver o problema que assola o Aeroporto Regional Sepé Tiaraju, em Santo Ângelo. A urgência para instalar o Papi, sistema de iluminação que indica aos pilotos se estão na altitude correta, faz com que as lideranças políticas e entidades sigam pressionando o Estado e buscando alternativas para o problema.


Nesta semana, mais um voo da Gol de São Paulo a Santo Ângelo não conseguiu aterrissar no aeroporto devido à falta do equipamento.


Em audiência com o governador Ranolfo Vieira Júnior na terça-feira, 22, lideranças políticas da região obtiveram o sinal positivo de que o Estado comprará o Papi, e que o processo será feito por meio de licitação, com abertura de propostas no dia 20 de dezembro.


No entanto, com três voos semanais para a capital missioneira, uma alternativa mais rápida foi buscada. Trata-se do aluguel de um equipamento de iluminação móvel, comumente utilizado pelas Forças Armadas, e que pode ser instalado temporariamente em Santo Ângelo.


Nesta quinta-feira, 24, a Secretaria de Planejamento do Estado confirmou a disponibilidade do equipamento através da Infraero. De acordo com o informe, em uma semana o contrato deve estar assinado e o processo que inclui deslocamento e instalação deve ocorrer em três dias.


Após, será necessária uma inspeção do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta), o que ainda não há como prever em quanto tempo será feito. 


ALTERNATIVAS


Em entrevista à Rádio Sepé, o prefeito Jacques Barbosa explanou as alternativas para que não haja uma longa espera e contratempos se repitam até a compra do Papi.  


“Uma opção que o governador está buscando para suprir essa demanda é conseguir um equipamento que funciona à bateria com a Infraero, seria algo emergencial. Podemos fazer a locação por três ou quatro meses, que seria o tempo necessário para compra, instalação e homologação do equipamento. O Departamento Aeroportuário está solicitando à Anac a retirada da obrigação do Papi para que o piloto, se entender que pode descer somente com os equipamentos do avião e auxílio do rádio, possa fazê-lo sem intercorrências”.

Fonte: Grupo Sepé

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page