top of page

Governo do Paraná instala gabinete de crise para atendimento de vítimas de deslizamentos

Pelo menos seis carretas e 15 veículos foram atingidos pela queda de terra

Foto: Defesa Civil do Paraná

Por conta dos deslizamentos de terra registrados no final da noite de segunda-feira no km 669 da BR 376, em Guaratuba, no Litoral do Paraná, o governador Carlos Massa Ratinho Junior determinou, nesta terça-feira, a criação de um gabinete de crise para concentrar a tomada de decisões e atendimento às vítimas dos deslizamentos. Ele reforçou que o governo paranaense vai redobrar os esforços para assegurar o resgate das vítimas. O governo já confirmou uma morte e um ferido.

Em coletiva de imprensa, o secretário de Segurança do Paraná, Wagner Mesquita de Oliveira, afirmou que o deslizamento atingiu pelo menos seis carretas e 15 veículos, além de bloquear a pista nos dois sentidos. Em razão das chuvas na região, o secretário alertou para os riscos de novos deslizamentos. Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e Defesa Civil trabalham com a Polícia Rodoviária Federal e a concessionária Arteris Litoral Sul no atendimento.

A concessionária reforça aos usuários para que não se desloquem para as rodovias BR-376/PR e BR-101/SC entre os municípios de Garuva/SC e Guaratuba/PR, uma vez que a rota está intransitável após o deslizamento de terra na serra da BR-376/PR. De acordo com a Arteris Litoral Sul, o acesso a Serra Dona Francisca (SC-418) pelo km 152 da BR-116/PR, em Mandirituba, não está disponível como rota alternativa ao trecho interditado na BR-376/PR.


De acordo com o governo do Estado, após chuvas intensas, três rodovias do Litoral têm pontos com bloqueio. No momento, o único trajeto disponível para acessar o litoral paranaense é pela BR-116, sentido Rio Negro, e daí seguindo para Joinville antes de retornar ao Paraná, passando por Garuva. A Estrada da Graciosa (PR-410) está totalmente interditada devido a deslizamento de terra no km 8+100, próximo à Grota Funda, ocorrido nesta terça.


Na BR-277 foi registrado novo deslizamento de terra no km 41, próximo ao local atingido por queda de rochas no mês passado. O trânsito sentido Litoral está totalmente bloqueado, com os desvios sendo realizados pela PRF na altura do km 60, ainda em São José dos Pinhais. Em nota, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informa que acompanha e monitora as rodovias e ferrovias concedidas em período crítico de chuva a fim de garantir a segurança dos usuários e a fluidez das vias.


Equipes de fiscalização da ANTT estão em alerta e apoiando o trabalho das concessionárias. “A ANTT também lamenta e se solidariza com a família da vítima encontrada morta no deslizamento de ontem, que foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF)”, diz um trecho da nota. A Serra encontra-se bloqueada e não há previsão para liberação. Os bloqueios ocorrem na praça de pedágio de São José dos Pinhais-PR, km 635 da BR-376/PR, na unidade operacional da PRF em Tijucas do Sul (km 662) e na praça de pedágio de Garuva, no km 1,3 da BR-101/SC. Não há previsão de liberação.


A recomendação da concessionária é para que os condutores antecipem a manobra de retorno, evitando prosseguir até os bloqueios definitivos nas duas praças.


Opções de retorno:

• BR-376/PR – interdição no km 635 sul: opções de retorno no km 617, 619, 625 e 633 • BR-376/PR – Interdição no km 662 sul: opções de retorno no km 644, 648 e 654. • BR-376/PR – Interdição no km 669 sul: opções de retorno no km 663. • BR-101/SC – Interdição no km 1 norte: opções de retorno no km 27, 25, 20, 14, 10, 6 e 1,8.


Fonte: Correio do Povo




0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page