top of page

Janeiro teve o pior acumulado de chuva em Santiago nos últimos 14 anos

Janeiro, antes do fenômeno La Ninã, sempre foi o mês mais chuvoso no município

Se foi o janeiro 2023, com ele, o pior índice de chuva de um janeiro em Santiago, desde 2009. Janeiro antes do fenômeno La Ninã, sempre foi, o mês mais chuvoso em Santiago.


Exemplo:


Janeiro de 2010, quando choveu, 401mm, Janeiro de 2015, 395mm; e, Janeiro 2019, chuva de, 417mm.


Com La Ninã, janeiro de 2022, a chuva, que foi reduzida, gerou 62mm, e este, -2023- pior janeiro da história, 46mm, medido por Estação Meteorológica do Inmet


Este janeiro entra pra História Meteorológica da cidade, com o pior índice de chuva de um Janeiro- 46mm-o pior índice de chuva, de uma janeiro, dos últimos, 14 anos.


As temperaturas:


Enquanto no janeiro passado, foram nove dias, com máximas a partir dos 38 °C, neste, foram três dias, com máximas a partir dos 38 °C. No ano passado a maior temperatura em Santiago, -janeiro-, 40,9 °C, que aconteceu no dia 20. Neste, a mais alta 38,6 °C, que aconteceu, no dia 1°, que foi o quente deste ano, no estado.


Foi no dia 1° de janeiro a maior temperatura do estado, e do país neste verão -por enquanto-, em Quaraí, 40,9 °C.


Sendo assim:


Este janeiro, choveu menos- 46mm- que janeiro do ano passado, 62mm- e também foi, menos calor.


Os próximos dias...


Conforme o Inmet, predomínio de tempo seco, com altas temperaturas, perto, ou na casa dos 40 °C, segue, hoje, e quinta-feira(2), com as máximas caindo, entre, a sexta-feira, e o domingo, voltando o aquecimento, no começo da próxima semana.


Este fevereiro, embora marque altas temperaturas, não será tão quente, quanto foi fevereiro do ano passado. Fevereiro do ano passado, chegou a marcar, 42, 9 °C, em Uruguaiana.


Chuva:


Prognóstico coloca mudança no tempo no estado entre a quinta-feira e domingo, quando a nebulosidade aumenta, com chuva em forma de pancadas, nos dias 02 e 03, mostrando, como nas previsões anteriores, que choverá bem numa região, na outra nada. No momento, chuva pra juntar água não tem previsão e as previstas serão poucas.


Nos próximos dias, as projeções dizem:


Que continuarão abaixo da média, e ao menos na primeira quinzena deste mês, no geral, será pouca no estado.

Desde o dia 6 de outubro- até hoje, -118 dias- que não tem chuva parelha, com boa média, que abranja toda nossa região. E os prognósticos, aos menos nesta primeira quinzena não mostram, grandes mudanças.


Fonte: Santiago News

0 comentário

Comentários


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page