top of page

Ministério Público do Estado denúncia Jean Wyllys por injúria racial contra Eduardo Leite

A promotora de Justiça Claudia Lenz Rosa, ressalta que Wyllys injuriou Leite em publicação em uma rede social, “ofendendo-lhe a dignidade e o decoro, em razão de sua orientação sexual”

Fotos: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil e José Cruz/Agência Brasil

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), por meio da Promotoria de Justiça Criminal de Porto Alegre, denunciou nesta quinta-feira, 14 de setembro, Jean Wyllys de Mattos Santos pelo crime de injúria cometido contra o governador do Estado, Eduardo Leite.


Na peça, a promotora de Justiça Claudia Lenz Rosa, ressalta que Wyllys injuriou Eduardo Leite em publicação em uma rede social (Ttwitter) “ofendendo-lhe a dignidade e o decoro, em razão de sua orientação sexual”.


Complementa dizendo que “na ocasião, sob o pretexto de criticar um anúncio feito pela vítima, na condição de Governador do Estado do Rio Grande do Sul, de que iria manter o modelo estadual de escolas cívico-militares, o denunciado usou a mencionada rede social para fazer uma postagem ofensiva à orientação sexual da vítima” fazendo uso de expressões preconceituosas.


Lenz Rosa conclui dizendo que “ao dirigir sua crítica a atributos pessoais da vítima, relacionados à sua orientação sexual, quando poderia limitar-se a crítica do fato, objeto da inconformidade, o denunciado extrapolou a liberdade de expressão e atingiu deliberadamente e com animus injuriandi(intenção de injuriar), a honra subjetiva da vítima.”.


O Ministério Público requer, ainda, a fixação de valor mínimo para reparação dos danos causados à vítima, conforme previsão do artigo 387, inciso IV, do Código de processo penal, os quais, incluindo o montante, serão apurados durante a instrução processual, sem prejuízo da busca da reparação integral na esfera cível.


Fonte: MPRS

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page