top of page

Prefeitura e AVTSM assinam termo de compromisso para a construção de memorial onde funcionava a Kiss

No local, 242 pilares de madeira vão representar as vítimas da tragédia de 27 de janeiro de 2013

Foto: Marcelo Oliveira

O prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, e o vice Rodrigo Decimo assinaram, na noite desta sexta-feira (27), um termo de compromisso junto à Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) para a construção de um memorial às vítimas da Kiss.


A assinatura foi realizada na Praça Saldanha Marinho durante a programação que marca os 10 anos da tragédia na casa noturna.


Conforme o prefeito Jorge Pozzobom, a construção do memorial deve começar ainda este ano e ser realizada a partir de recursos do Fundo dos Bens Lesados do Ministério Público, via governo estadual ou através de recursos próprios do Município. O valor do projeto deve custar cerca de R$ 4 milhões.


— Estamos felizes em fazer o que não foi feito antes. O memorial terá um significado não somente para Santa Maria, mas para o mundo inteiro. Isto será mais um suporte a toda a história destas famílias. Vamos transformar a dor em amor, e a tristeza em alegria — afirmou o prefeito.

Um dos objetivos do acordo firmado nesta sexta-feira é fortalecer a relação de protagonismo da AVTSM, nesta e nas demais ações ligadas à tragédia. Esta também é uma forma de dar um passo à frente no projeto definido ainda em 2018, bem como dar significado ao local onde funcionava a boate.


O presidente da AVTSM, Gabriel Rovadoschi Barros, reforçou que a assinatura traz o compromisso e a transparência de que o memorial de fato será feito:


— O que antes eram apenas palavras, agora é uma responsabilidade. As famílias e os sobreviventes merecem ter este espaço de memória. E ele será à justiça ou à impunidade.


O projeto arquitetônico, escolhido por meio de um concurso do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-RS), prevê um jardim naturalista circular de flores e um auditório. À sua volta, 242 pilares de madeira, cada um representando uma vítima da tragédia.

Foto: Divulgação

À época em que o projeto foi aprovado, o vice-prefeito Rodrigo Decimo era o presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (CACISM), e participou ativamente na escolha do vencedor do concurso.


— Foi um dia inteiro para definir como o local deveria ficar, porque não são apenas paredes, são sentimentos que este memorial vai significar para todos nós. Vamos tentar fazer o mais rápido possível que esse sonho se torne realidade — disse Rodrigo Decimo.

Fonte: Diário de Santa Maria

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page