top of page

Racismo: aluno dá esponja de aço como 'presente' a professora negra no DF

O fato aconteceu no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher

Imagem: Reprodução

Em ataque racista, uma professora do ensino médio de uma escola da rede pública de Ceilândia, no Distrito Federal, recebeu de um aluno uma esponja de aço como um "presente" pelo Dia da Mulher, em 8 de março.


Um vídeo que circulou nas redes sociais, gravado pelos próprios alunos do 3° ano do ensino médio, mostra o momento em que a professora é surpreendida com o "presente" recebido do estudante.


Nas imagens, é possível ver quando o aluno se aproxima da mesa da professora e entrega um pacote. Quando a professora abre o embrulho, encontra uma esponja de aço e fica visivelmente constrangida.


Em conversa com a TV Globo, a diretora da escola disse que já conversou com o aluno, de 17 anos, e pediu que ele escrevesse um texto com um pedido de desculpas, para ser lido em classe.


A diretora disse ainda que os pais do aluno foram alertados sobre o comportamento racista do jovem. E informou que a professora de português começou a trabalhar este ano na escola.


A diretora também afirmou que não procurou a delegacia de polícia para registrar a ocorrência porque ainda não teria conversado com a professora. A delegada de repressão aos crimes de discriminação racial informou à TV Globo que esse é um crime de racismo, porque atinge uma coletividade. Uma investigação deve ser conduzida pela Delegacia da Criança e do Adolescente de Taguatinga.


O Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) repudiou a atitude do estudante e pediu rigor na punição.


"É lamentável um episódio como esse contra uma professora em exercício de sua profissão dentro da sala de aula. Precisa ser apurado com o rigor da lei. É apenas mais um exemplo de como os professores muitas vezes são tratados em sala de aula. Os professores precisam ser valorizados, os professores merecem respeito", disse Samuel Fernandes, presidente do Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal).


Em nota encaminhada à TV Globo, a Secretaria de Educação do Distrito Federal informou que a direção do Centro de Ensino Médio 9 de Ceilândia só hoje tomou conhecimento do ocorrido e que tem autonomia para conduzir o caso. A Secretaria também reforça seu compromisso e empenho para dar suporte aos envolvidos.


ASSISTA AO VÍDEO QUE CIRCULA NAS REDES SOCIAIS


Vídeo: Metrópoles


Fonte: UOL

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page