top of page

Sobe para 46 o número de mortes no RS devido às enchentes

Busca por pessoas desaparecidas segue em meio à limpeza de estruturas e reconstrução em diversos municípios do Vale do Taquari

Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

A Defesa Civil do Estado confirmou mais três mortes em razão das cheias no novo boletim divulgado no final deste domingo (10) — agora já são 46. Os novos óbitos foram registrados nos municípios de Roca Sales, Bom Retiro do Sul e Colinas.


O município de Muçum continua concentrando o maior número de mortes até o momento, com 16 óbitos confirmados. Em seguida, está Roca Sales, com 11 mortes registradas.


Seguem desaparecidas 46 pessoas no Rio Grande do Sul. Há 30 pessoas não localizadas em Muçum, oito em Lajeado e outras oito em Arroio do Meio. A procura e o trabalho de resgate continuam nos próximos dias.


Até o momento, a Defesa Civil também contabiliza 3.13o pessoas resgatadas, 4.794 desabrigados, 20.490 desalojados e 924 feridos. Na relação dos municípios, soma-se 93 prejudicados pelas cheias.


Visita federal


Também neste domingo chegou à região do Vale do Taquari o presidente em exercício, Geraldo Alckmin, liderando uma comitiva do governo federal com oito ministros. Na visita, que passou por dois dos municípios mais atingidos pela enchente do início da semana (Roca Sales e Muçum), Alckmin anunciou que o governo federal aportará R$ 741 milhões em ações emergenciais para auxiliar os municípios e as pessoas afetadas pelas inundações.


Os valores estão divididos entre iniciativas para reconstrução e rescaldo dos danos materiais, além de recursos para recuperação econômica tanto das famílias atingidas quanto das empresas que sofreram danos.


— O governo federal tem toda disposição de ajudar e de agilizar a destinação de recursos para os municípios, conforme a apresentação dos planos de trabalho. Estamos acelerando a publicação dos decretos no Diário Oficial da União e trabalhando de maneira articulada com o governo do Estado e prefeituras para que esse processo de reconstrução seja o mais célere possível — destacou Alckmin.


O presidente em exercício esteve ao lado do governador Eduardo Leite na visita. Leite anunciou que o gabinete do vice-governador Gabriel Souza será transferido a partir de segunda (11/9) para Encantado, no Vale do Taquari, para coordenar as ações in loco do governo do Estado pela reconstrução dos municípios e apoio às vítimas do ciclone.


Previsão para os próximos dias


Conforme meteorologistas, uma nova frente fria deve passar pelo Rio Grande do Sul nesta semana, podendo causar novos temporais, granizo e rajadas fortes de vento. A chuva retorna na noite de segunda-feira (11) em toda a faixa central e sul do Estado depois de um domingo de sol no RS. No extremo norte, não há previsão de precipitações.


O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou alerta de tempestade, com acumulados de chuva entre 30 e 60 mm por hora ou 50 e 100 mm por dia, ventos intensos de 60 a 100 km/h) e queda de granizo, a partir de 10h de segunda. Há risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos.


A Capital terá máximas de 32°C na segunda-feira e a temperatura cai para no máximo 22°C no dia seguinte. O alerta para tempestades segue na terça-feira, principalmente na região centro-sul do estado. Na faixa do extremo sul, a chuva deverá chegar com menos intensidade. No norte do estado, a previsão é de pancadas de chuva de fraca a moderada intensidade ao longo do dia, reforçadas pela atuação de baixa pressão sobre o Paraguai.


Uma baixa pressão atmosférica se concentra sobre a região central do Estado e a chuva continua entre terça e quarta-feira (13), segundo o coordenador do 8º Distrito de Meteorologia do Inmet, Marcelo Schneider. O coordenador destaca que as chuvas deverão ficar entre 150 mm e 200 mm na metade sul do RS na quarta-feira, especialmente em Pelotas, Rio Grande, Piratini e Canguçu, assim como em Alegrete e Santana de Livramento.


Confira a relação de óbitos e desaparecimentos:


Óbitos: 46


  • Cruzeiro do Sul: 5

  • Encantado: 1

  • Estrela: 2

  • Ibiraiaras: 2

  • Imigrante: 1

  • Lajeado: 3

  • Mato Castelhano: 1

  • Muçum: 16

  • Passo Fundo: 1

  • Roca Sales: 11

  • Santa Tereza: 1

  • Bom Retiro do Sul: 1

  • Colinas: 1


Desaparecidos: 46


  • Lajeado: 8

  • Arroio do Meio: 8

  • Muçum: 30

Pix oficial para doações


No último sábado, o governo do Estado anunciou a criação de uma conta no Banrisul, denominada SOS Rio Grande do Sul, para angariar doações de quem deseja ajudar as vítimas das enchentes.


De acordo com a nota do Palácio Piratini, foi estabelecida uma chave Pix (CNPJ: 92.958.800/0001-38) que já está disponível para que pessoas físicas e jurídicas possam repassar qualquer valor de forma segura pelo canal oficial.


Com ginásios e galpões cheios de donativos, a Defesa Civil reforça que há carência de fraldas, roupa de cama e peças íntimas para todas as idades. O Estado ainda tem 4.794 desabrigados e 20.490 desalojados.


Fonte: GZH


0 comentário

Komentar


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page