top of page

Aeroporto Salgado Filho deve reabrir apenas no Natal, diz governo

O local passou por uma nova vistoria, que reuniu representantes da Anac, da Fraport, e do Governo Federal

O Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, completou um mês com as portas fechadas nesta segunda-feira (3). O local sofreu danos causados pelas enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul. A previsão é de reabertura no Natal, segundo o Governo Federal.


Os temporais e cheias que atingem o Rio Grande do Sul desde 29 de abril já deixaram 172 mortos. Em boletim divulgado às 9h desta segunda-feira (3), a Defesa Civil do Estado ainda informou que 42 pessoas estão desaparecidas.


Em meio as tentativas de recuperação do aeroporto, uma nova vistoria acontece nesta segunda-feira, reunindo representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da Fraport, e do Governo Federal.


Durante a avaliação, foi constatado que será necessário reparar a rede elétrica e realizar reformas na pista, que sofreu danos. Segundo o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, o asfalto da pista está esfarelando.

Antes do fechamento, o Salgado Filho realizava uma média de 142 viagens diárias, tanto nacionais quanto internacionais. Desde então, mais de 4,2 mil voos foram cancelados.


O Rio Grande do Sul ficou sem voos internacionais, já que este é o único aeroporto no estado com autorização para tais operações.


Algumas áreas ainda estão alagadas no aeroporto. Arrozeiros locais ajudaram na drenagem, usando bombas de irrigação para remover grande parte da água acumulada. No entanto, os danos persistem, exigindo um investimento significativo em limpeza e reforma.


Apoio financeiro


O ministro de Apoio à Reconstrução do RS, Paulo Pimenta, anunciou que a Fraport, concessionária responsável pelo aeroporto, receberá financiamento para cobrir os serviços de reparo, que não estavam previstos no contrato de concessão.


Base aérea de Canoas


Com o Aeroporto Internacional Salgado Filho fechado após inundar durante a enchente que atingiu Porto Alegre, o número de voos diários para sair e entrar no Rio Grande do Sul caiu.


A Base Aérea de Canoas passou a fazer esse tipo de voo emergencialmente.


O Ministério dos Portos e Aeroportos anunciou, na quarta-feira (29), que o número de voos comerciais vai dobrar a partir de 10 de junho na Base Aérea de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre: vai aumentar de 35 para 70 por semana. Em média, serão 10 voos por dia.


Fonte: G1 RS

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page