top of page

Homem joga no lixo sem querer caixa com R$ 20 mil em Passo Fundo

Casal guardava as economias em espécie dentro de casa. Durante uma mudança de residência, a caixa, na qual o dinheiro estava guardado foi colocada no lixo. Casal faz buscas pelo valor

Foto: Reprodução

Rafael, morador de Passo Fundo, Região Norte do Rio Grande do Sul, está há quase três dias percorrendo os caminhos do lixo reciclável da cidade. Ele e a namorada procuram uma caixa de papelão pequena com R$ 20 mil, que foi descartado em um contêiner de lixo, no centro da cidade, na noite de quinta-feira (25). (A pedido do casal, o g1 não colocou o nome completo das pessoas envolvidas no caso)


O acidente aconteceu após Rafael realizar uma mudança. Enquanto organizava o que permaneceria na nova residência, juntou algumas caixas de papelão vazias que não seriam utilizadas e as jogou fora.


A namorada de Rafael estava viajando quando a mudança aconteceu. Ela foi quem colocou as economias em uma pequena caixa vazia, após Rafael comentar que achava necessário guardar o dinheiro em um local mais seguro.


"Ela não me falou que tinha trocado de lugar, nem me informou onde tinha posto. Depois da mudança sobraram umas caixas de eletroeletrônicos, de outros produtos que havíamos comprado pela internet. Eu sabia do conteúdo que tinha nelas, ou melhor, eu achei que sabia. Em uma caixa específica eu cheguei a pisar para ter certeza que não tinha nada, foi justamente nessa que ela guardou. Depois eu juntei todas e coloquei em um saco de lixo cinza", comentou Rafael.

O casal só deu falta do dinheiro na noite de sexta-feira (26), quando a namorada de Rafael chegou de viagem e perguntou pelas caixas de papelão. Foi aí que começou a busca pelos R$ 20 mil.


Eles foram até o local, onde o dinheiro havia sido descartado, porém o lixo já havia sido recolhido. O próximo passo do casal foi buscar entender como que funciona o processo de trabalho dos catadores de recicláveis, para saber se existia uma central de coleta na cidade.


"Fiquei experiente no assunto reciclagem, depois desses últimos dois dias. Descobri que os catadores que andam a pé, dificilmente catam papelão, pois ele custa menos de 20 centavos o quilo. As latas valem mais, então quem recolheu esses papelões poderia estar de carro ou com aqueles carrinhos, que alguns catadores utilizam", disse ele.

Desde aí o casal já passou por algumas cooperativas de reciclagem e falou com catadores que passavam próximo a residência. Na manhã deste sábado (27), eles foram até a central de triagem de lixos de Passo Fundo, mas ainda sem sucesso nas buscas. Na segunda, Rafael vai tentar acesso às câmeras de um comércio próximo ao contêiner.


Rafael realizou um boletim de ocorrência online, na sexta (26), para informar a perda do dinheiro, mas o registro não havia sido protocolado até a publicação desta reportagem.


Fonte: G1 RS

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page