top of page

Levantamento da RTC aponta perdas de 56% para o milho e 43% para a soja

Pesquisa compreende as áreas plantadas de 21 cooperativas do sistema agropecuário do Estado, associadas à FecoAgro e que originam cerca de 60% de toda a produção de grãos gaúcha

Foto: Mauro Schaefer

A Rede Técnica Cooperativa (RTC/CCGL) divulgou nesta quinta-feira (16) novo levantamento sobre a situação do milho e da soja no Rio Grande do Sul diante do quadro de estiagem. No milho, o prejuízo estimado é de 56%, enquanto no levantamento apresentado na primeira quinzena de janeiro era de 53%. Já na soja, a quebra estimada é de 43%, contra os 16% calculados em janeiro.


Segundo o presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS), Paulo Pires, os valores representam um grande impacto para o setor.


"É mais uma grande quebra de produção no Rio Grande do Sul. Havia uma previsão de 22 milhões de toneladas na soja e uma quebra de 43% é um impacto muito forte", destaca.

Do ponto de vista financeiro, a RTC projeta que a estiagem deve retirar de circulação da economia do Rio Grande do Sul, neste ano, R$ 28,38 bilhões.


O trabalho de pesquisa realizado pela Rede compreende as áreas plantadas de 21 cooperativas do sistema agropecuário do Rio Grande do Sul, associadas à FecoAgro e que originam cerca de 60% de toda a produção de grãos gaúcha.


Fonte: Correio do Povo

0 comentário

Comments


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page