top of page

Rio Grande do Sul chega a 28 mortes por dengue em 2023

Óbito de uma mulher foi confirmado nesta segunda-feira (15) pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs)

Foto: Guilherme Almeida / CP Memória

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) confirmou, nesta segunda-feira (15), o óbito por dengue de uma mulher de 81 anos com comorbidades residente em Porto Alegre, que ocorreu em 12 de abril. Agora, o Rio Grande do Sul contabiliza 28 mortes e 14.266 casos confirmados - dos quais 13.045 ocorreram dentro do estado - em 2023. Em série histórica com início em 2000, o ano com mais ocorrências da doença no Estado foi 2022, quando foram documentados 68 mil casos e 66 óbitos.


A Secretaria Estadual da Saúde (SES) reforça que, para evitar o agravamento da doença, a população deve procurar atendimento médico logo após o aparecimento dos primeiros sintomas.


Entre eles, os principais são:


  • Febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias;

  • Dor retroorbital (atrás dos olhos);

  • Dor de cabeça;

  • Dor no corpo;

  • Dor nas articulações;

  • Mal-estar geral;

  • Náusea;

  • Vômito;

  • Diarreia;

  • Manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira.


A SES também destaca a importância das medidas de prevenção da proliferação do mosquito Aedes aegypti, como a limpeza e revisão das áreas interna e externa das residências ou apartamentos e eliminação dos objetos com água parada; e do uso de repelente para prevenção individual.

Fonte: Correio do Povo

0 comentário

Commentaires


PUBLICIDADE PADRÃO.png

Destaques aqui no site!

Quem viu esse post, também viu esses!

bottom of page